• Site
  • Twitter
  • FB
  • Tumblr
  • Inst
  • Youtube

Quem somos

Livros de papelão


Nossa história

Em 2015 montamos a Magnolia Cartonera, a editora do blog Bibliotecas do Brasil para publicar os diversos títulos que temos em mente.

Escolhemos o nome Magnolia Cartonera pelo simbolismo da flor de magnólia que representa perseverança, e é a nossa motivação para publicar livros independentes com recursos próprios. Com a fundação da Magnolia Cartonera conseguimos partilhar com mais pessoas nossas ideias e experiências, nossas criações e histórias. Na Magnolia Cartonera nossos livros são produzidos de forma sustentável, praticando a reciclagem e com qualidades criativas, artesanais e artísticas que fazemos com toda a nossa dedicação e habilidades para tornar a experiência da leitura ainda mais especial para nossas leitoras e leitores.

Magnolia Cartonera Loja

Autores

Daniele Carneiro

Daniele Carneiro

Juliano Rocha

Juliano Rocha

NOSSA HISTÓRIA

Como chegamos aqui


Eventos

  • 2016

    Inauguramos a Loja Bibliotecas do Brasil

    Em 2016 inauguramos uma loja online para facilitar a compra de nossas criações.

  • 2014

    Fundamos a Magnolia Cartonera

    Em 2014 montamos a Magnolia Cartonera, nossa editora para publicar os diversos títulos que temos em mente.

  • 2014

    Conhecemos os livros cartoneros em Porto Alegre

    Em maio de 2014 tivemos a oportunidade de entrar em contato com o movimento cartonero em uma viagem a Porto Alegre. Os livros cartoneros são feitos com capas de papelão reutilizado, onde autora(e)s, poetas e artistas publicam suas criações a partir de um processo de encadernação artesanal, com o menor custo possível de produção e venda.

  • 2013

    Criamos a ação Leia, Empreste ou Devolva

    Criada em setembro de 2013 a iniciativa voluntária 'Leia,Empreste ou Devolva' do blog Bibliotecas do Brasil tem como objetivo facilitar as atividades das pessoas que querem montar bibliotecas livres ou realizar ações de partilha de livros. Nós oferecemos gratuitamente recursos visuais e um tutorial para montagem de bibliotecas que podem ser baixados no site e impressos para utilização.

  • 2012

    Criamos o blog Bibliotecas do Brasil

    O blog Bibliotecas do Brasil foi criado em 2012, a partir da nossa vontade de divulgar ações simples, porém encantadoras de pessoas das mais variadas regiões do Brasil e do mundo. No blog divulgamos bibliotecas livres e comunitárias, projetos e ações independentes de partilha de livros, além de lançamentos de livros de pessoas envolvidas com esses projetos. As bibliotecas públicas e privadas que conhecemos ao longo desses anos, e que têm um comprometimento legítimo com a comunidade, e criatividade em trazer leitores para dentro de seus espaços também são divulgadas em nosso site.

  • 2012

    Criamos a Biblioteca Comunitária do Sítio Vanessa

    Entre os anos de 2011 e 2014 ajudamos a fundar e manter a Biblioteca Comunitária Sítio Vanessa, uma biblioteca livre na área rural de Morretes, Serra do Mar do Paraná.

Livros lançados

  • 2016

    Bibliotecas Mudam o Mundo Daniele Carneiro e Juliano Rocha

    Suas páginas trazem exemplos inovadores e também ações simples de bibliotecas capazes de causar impacto social positivo em suas comunidades. Ao entramos em contato e partilharmos esses exemplos inspiradores de bibliotecas que estão fazendo inovações desde as mais simples até as mais arrojadas para atender da melhor forma possível todos os públicos, incentivamos muitas outras bibliotecas, projetos de incentivo à leitura, ações de partilha de livros e centros culturais a valorizar seus espaços e buscar o aperfeiçoamentos de ideias e de ações.

  • 2016

    Eles Chegaram!/No Terminal Juliano Rocha

    São 2 livros em 1, um conto com 12 ilustrações de página inteira sobre um diálogo em um mundo pós-apocalíptico e um quadrinho sobre os diversos mundos que se encontram em nossas viagens diárias pelos transportes coletivos.

  • 2016

    Guia Prático para Bibliotecas Comunitárias Daniele Carneiro

    O 'Guia Prático para Bibliotecas Comunitárias' tem 6 capítulos com 100 páginas + 2 posters internos com conteúdos inéditos, que funcionam como ferramentas para que as pessoas possam começar as suas bibliotecas comunitárias autogeridas e independentes. O conteúdo do livro também é dedicado às pessoas que já começaram uma biblioteca, bibliotecas escolares e aquelas que querem retomar ou dar continuidade aos seus projetos e atividades de incentivo à leitura.

  • 2015

    Ideias para bibliotecas livres Daniele Carneiro e Juliano Rocha

    'Ideias para bibliotecas livres' funciona como um manual prático que permite a quem o ler transformar a vontade de criar uma biblioteca livre ou ação de incentivo à leitura em realidade. O livro tem 11 capítulos, com 88 páginas + 2 posters internos com vários conteúdos inéditos que funcionam como ferramentas para que as pessoas possam começar as suas bibliotecas livres hoje mesmo.

  • 2014

    Cartonera Bibliotecas do Brasil Daniele Carneiro e Juliano Rocha

    Cartonera Bibliotecas do Brasil é o primeiro livro publicado pelo blog Bibliotecas do Brasil. O livro possui 80 páginas com textos dos editores do blog, Daniele Carneiro e Juliano Rocha, além de conter ilustrações do Juliano nas páginas internas. Foram selecionados textos de nossa newsletter Bibliotecas do Brasil Inbox e junto a eles foi adicionado um texto inédito de cada autor.

Números da Magnolia Cartonera

livros ecológicos
500
livros vendidos e contando
livros únicos e numerados
25
estados já receberam cartoneras
Quem comprou gostou
121
cidades receberam cartoneras

NOSSOS LIVROS

Livros cartoneros


domingo, 12 de agosto de 2018

Lançamento da 7ª reimpressão do livro Ideias para Bibliotecas Livres - Garanta o seu exemplar


Estamos orgulhosos de anunciar que o livro cartonero 'Ideias para Bibliotecas Livres - Um Manual Prático de Autogestão Independente', ganhou uma nova reimpressão e já está à venda em nossa loja online. Em três anos desde seu lançamento, o livro Ideias para Bibliotecas Livres chega à sua 7ª reimpressão. São mais de 230 exemplares inteiramente confeccionados à mão, feitos com muito carinho por nós e colocados em circulação.

O livro 'Ideias para Bibliotecas Livres', foi escrito para pessoas que são apaixonadas pelo incentivo à leitura e que desejam favorecer suas comunidades, promovendo o acesso facilitado à circulação de livros e à leitura. Monte sua biblioteca livre, sua minibiblioteca, geloteca, geladeiroteca, estantes de troca de livros, ações e iniciativas que façam a circulação de livros acontecer entre as pessoas. Com o livro em mãos e as ferramentas que disponibilizamos, comece a trabalhar no seu projeto de incentivo à leitura imediatamente.



O livro contém o melhor de nossas experiências para melhorar o desenvolvimento do seu espaço de leitura, ampliar a sua bagagem cultural, inspirar a sua criatividade e te conectar com uma comunidade de pessoas interessadas em incentivar a leitura, aprimorar ideias para bibliotecas, espaços de leitura e ações de partilha de livros. Com certeza você irá amar esse livro. Compre ele agora em nossa livraria online.

Se o seu sonho de montar uma biblioteca livre comunitária ainda está vivo, mas precisa de um empurrãozinho para começar, ou de muita motivação para ser resgatado do ponto onde parou, nós te ajudamos a concretizar essa vontade com ideias, dicas, sugestões práticas e tutoriais. Os livros da Magnolia Cartonera ajudam a construir projetos voltados para comunidades leitoras de forma prática, baseados nos recursos e orçamento que você tem ao seu alcance.




Bibliotecas livres
Os 11 capítulos abrangem textos que explicam de maneira prática como montar bibliotecas livres e independentes e como cuidar delas. Nós colocamos várias dicas importantes sobre:

— como arrecadar livros
— como encontrar lugares para montar bibliotecas livres
— como organizar o acervo
— como envolver as pessoas na sua iniciativa
— várias dicas para fazer cartazes, carimbos e convites
— como utilizar a internet para promover a biblioteca livre ou projeto de incentivo à leitura
— e muito mais assuntos interessantes que vão incrementar o seu projeto


Ação de livros livres
Em um passo-a-passo bem fácil de colocar em prática, explicamos como realizar ações e feiras de livros livres, como torná-las interessantes, como partilhar livros através de ações organizadas e também de maneira individual no dia a dia.

Doação consciente de livros
— Dicas de doação consciente de livros paras as pessoas que possuem bibliotecas ou querem montá-las
— Dicas para pessoas que querem doar livros
— Várias dicas sobre como conscientizar as pessoas sobre a melhor doação para sua biblioteca livre 
— Como usar o bom senso na hora de selecionar o material para doar para bibliotecas, e como doar livros onde eles são realmente necessários
— Atitudes fundamentais para o desenvolvimento dos espaços de leitura
— Como dizer ‘não’ para doações problemáticas
—  Dicas sobre como lidar com grandes doações de livros que não se encaixam no perfil da biblioteca e que chegam de forma repentina
— Como lidar com livros didáticos


Informações abrangentes sobre reciclagem
Falamos sobre a parceria que bibliotecas livres podem fazer com cooperativas de reciclagem e sobre a correta destinação de materiais que não servem mais para a leitura. Refletimos sobre a importância da valorização da profissão das catadoras e catadores, coletores de material reciclável e agentes ambientais. Ideias para Bibliotecas Livres é um livro que apoia a sustentabilidade, desde a sua confecção com capas de papelão até as ideias que propaga.

Livros cartoneros - Edição limitada com capas exclusivas
Nossos livros são artesanais, com capas de papelão feitas de caixas reutilizadas, que são coletadas por nós mesmos (Daniele e Juliano) em mercados. Depois elas são higienizadas, pintadas e costuradas à mão. Todas as artes das capas são diferentes, nunca se repetem. Essa característica torna o seu exemplar único, pois além de você levar um livro com excelente qualidade, você também leva uma obra de arte única para a sua estante ou biblioteca. Nós fazemos a impressão dos livros em nossa própria casa. A 7ª reimpressão do livro Ideias para Bibliotecas Livres será limitada a 50 exemplares. Garanta o seu exemplar agora em nossa loja online.


Informações sobre o livro Ideias para Bibliotecas Livres
O livro tem 11 capítulos distribuídos em 88 páginas. Todos os exemplares acompanham 2 posters tutoriais internos + um marcador de páginas artesanal. Ao comprar o livro você garante o seu exemplar de uma tiragem limitada a 50 exemplares, ou seja, você terá um livro exclusivo com capa única em sua estante. Você também nos auxilia a arrecadar recursos financeiros para pagar a impressão do novos livros e zines da Magnolia Cartonera. Além de entrar em contato com um conteúdo bacana preparado com dedicação e pesquisa por temas interessantes e um trabalho artístico maravilhoso, você concilia a sua vontade por novos e vibrantes conteúdos, com a nossa paixão em lançar mais livros cartoneros e zines.

Valor: Apenas R$25 + R$3 de frete para todo o Brasil
Nós estamos enviando livros para o exterior também. Se você desejar comprar nossos livros de fora do Brasil, entre em contato pelo email contato@bibliotecasdobrasil.com

Como comprarOs livros são vendidos exclusivamente pela nossa loja online.  A nossa loja online aceita aceita cartões de crédito, boleto bancário, depósito em conta, e todas as outras formas de pagamento oferecidas PagSeguro e PayPal. Caso você queira pagar com boleto, você gera e imprime o boleto através do sistema da livraria online. Nós não enviamos boletos de pagamento pelos Correios nem por email. COMPRE AQUI.

Tempo de confecção dos livros e envio 
Nossos livros são feitos sob demanda em edições pequenas, numeradas. Conforme as pessoas vão pedindo e vão confirmando o pagamento, nós vamos confeccionando os livros. Pedimos 8 dias úteis para a confecção dos livros, mas geralmente enviamos antes. Se você é estudante e precisa comprar o livro para apresentar um trabalho, faça a compra do livro com bastante antecedência da entrega do trabalho.

Os Correios levam em média 8 dias úteis para fazer a entrega, dependendo da região onde você mora (nós passamos a previsão de entrega dos Correios por email). Conta-se o dia de postagem + 7 dias úteis. Sábados, domingos e feriados não são contados como dias úteis. É muito importante que você preencha corretamente os seus dados e seu email, para que possa receber nossas atualizações sobre a confecção dos livros, e detalhes sobre o envio. Se houver alguma dúvida entre em contato conosco através do email contato@bibliotecasdobrasil.com e nós conversamos com você. Agradecemos por apoiar o nosso trabalho e as nossas publicações independentes. 

Autora e Autor: Daniele e Juliano



Somos artistas e autores independentes envolvidos com produção editorial e autoria de livros e conteúdos para bibliotecas e espaços de leitura, baseados na cidade de Curitiba no Paraná. Somos criadores do site Bibliotecas do Brasil (bibliotecasdobrasil.com) e com a nossa editora independente, a Magnolia Cartonera (magnoliacartonera.com) já lançamos 5 livros, sendo 3 deles dedicados exclusivamente para falarmos sobre bibliotecas. Também criamos a Magnolia Zine e o Zine Bibliotecas do Brasil, pequenas revistas autopublicadas voltadas ao incentivo à leitura, para debater temas e assuntos referentes aos livros, leitoras e leitores, espaços de leitura e bibliotecas. Queremos ajudar a construir a experiência da leitura e fazer as pessoas entenderem que o acesso aos livros é importante e deve fazer parte da vida delas.

contato@bibliotecasdobrasil.com

segunda-feira, 6 de agosto de 2018

Livros e zines da Magnolia Cartonera - Informações atualizadas sobre as publicações


Informações atualizadas sobre as publicações da Magnolia Cartonera, editora artesanal e independente

Olá pessoal.

Para quem tem nos pedido por email informações atualizadas sobre os livros e zines da Magnolia Cartonera, essas informações são referentes ao segundo semestre de 2018. Todos os livros e zines da Magnolia Cartonera estão disponíveis em nossa loja online nesse endereço:



Os livros são vendidos exclusivamente pela loja online. A nossa loja online aceita cartões de crédito, boleto bancário - você mesma(o) gera o boleto dentro do sistema da loja, e imprime, caso seja a sua vontade - e todas as outras formas de pagamento oferecidas pelo Pag Seguro, Pay Pal e Mercado Pago.

Para a compra das zines (pequenas revistas alternativas que publicamos), na hora da compra escolha se você quer a edição com adesivo literário ou sem adesivo, e faça seu cadastro normalmente, como em qualquer loja online. Todos as edições das zines acompanham um poster e um marcador de páginas artesanal.

Nós informamos por email assim que o seu exemplar for enviado, por isso é importante cadastrar corretamente seus dados em nossa livraria online.
É importante que você preencha corretamente todos os seus dados, para que possamos avisar quando a sua edição estará pronta para ser enviada e a previsão de dias corridos informados pelos Correios para a entrega.

Frete: o valor do frete de R$3 (três reais) é fixo para todos os livros.
Para as zines o valor do frete é de R$2 (dois reais)

Não sabe como comprar na internet? Nós te ajudamos com esse tutorial (clique para ver).


Lista de cartoneras - Clique em cada uma delas para conhecer o conteúdo

Bibliotecas Mudam o Mundo - R$30
Guia Prático para Bibliotecas Comunitárias - R$30
Ideias para Bibliotecas Livres - R$25
Eles Chegaram! / No Terminal - R$15
Cartonera Bibliotecas do Brasil - R$20


Lista de zines - clique em cada uma delas para conhecer o conteúdo

Magnolia Zine #1 - Verão
Magnolia Zine #2 - Dia Internacional da Luta da Mulher | Atividades de Outono para Bibliotecas, Luta pelo Direito das Mulheres, Marcha das Mulheres
Magnolia Zine #3 - Inverno
Magnolia Zine #4 - Bibliotecárias Feministas
Magnolia Zine #5 - Heroínas Espaciais
Magnolia Zine #6 - Forças da Natureza
Magnolia Zine #7 - Retiro de Criatividade
Zine Bibliotecas do Brasil #1 - Atividades para a Comunidade Externa para Bibliotecas e Espaços de Leitura


Importante lembrar: Livros cartoneros são livros feitos com capas de papelão, confeccionados artesanalmente. As capas dos livros são feitas com caixas de papelão reutilizado. Nós pintamos as capas e costuramos à mão, uma à uma. As artes das capas nunca se repetem, o que proporciona a você um livro único. Pedimos pelo menos 8 dias úteis para a confecção e envio dos livros, um processo cuidadoso que realizamos com carinho em duas pessoas.

Trabalhamos com pedidos sob demanda: assim que a pessoa paga, nós produzimos os livros. Nossas edições são limitadas porque são artesanais e cuidadosamente confeccionadas. Não trabalhamos com estoque.

Estudantes: caso tenha um trabalho para apresentar e precise utilizar um de nossos livros, faça a compra do livro com pelo menos 40 dias de antecedência da entrega do trabalho. Nós enviamos os livros pelos correios e dependemos dos trâmites dessa empresa para a chegada em dia dos livros. Não temos como acelerar os prazos de entrega dos Correios. Converse previamente com suas professoras e professores se aceitam livros cartoneros e zines como tema do trabalho.

Nossos perfis no Instagram: @MagnoliaCartonera e @BibliotecasBR


Emails para contato: contato@magnoliacartonera.com
contato@bibliotecasdobrasil.com


Daniele Odamira
Agosto/2018

sábado, 7 de julho de 2018

Antologia de mulheres escritoras e poetas cartoneras é lançada no México


A Merojana Cartonera e a Cartonera La Cecília de Zacatecas City no México, estão realizando um trabalho importantíssimo de visibilidade para escritoras, artistas e poetas mulheres. São dois trabalhos que aconteceram simultaneamente: — uma convocatória de mulheres escritoras, autoras e poetas de contos curtos e poesia breve zacatecanas ou radicadas em Zacatecas para a publicação de um livro cartonero. E uma exposição que também está dando visibilidade às mulheres através de suas artes. Para Bianca Isadora Salinas, é a intenção também dessa iniciativa "mostrar o trabalho de mulheres que nunca tiveram a oportunidade de ter seus trabalhos publicados em nenhum meio. A cartonera também uma alternativa editorial".

De acordo com o release de divulgação:  "La Divina Entraña é uma exposição coletiva que faz uma pequena homenagem à vida, às mulheres, ao erotismo, à fecundidade, à magia, à mãe terra, ao umbigo que nos conecta com a vida, morte, terra, a matriz de nossa origem 'A terra é mulher', bem como os papéis que mulheres desempenham em diferentes culturas pelo mundo. A exposição terá obras de fotografia, gravura, pintura e escultura".


Mulheres escritoras e poetas participantes da antologia "La Divina Entraña" organizada pela Merojana Cartonera e pela Cartonera La Cecilia no Centro Histórico Zacatecas, México. Foto: Facebook Merojana Cartonera

Cartoneras prontas da Antologia La Divina Entraña

Bianca Isadora Salinas e Yessica Padilla são as organizadoras da 'Exposição La Divina Entranha' que já está em sua sexta edição, e tem como objetivo principal homenagear as mulheres. Segundo Bianca:
"a La Divina Entraña é uma exposição multidisciplinar, onde já participaram vários artistas plásticos e fotógrafos nas edições passadas. A cada edição vão se integrando novos valores, e a exposição agora se enriqueceu ainda mais, com a apresentação da cartonera de mesmo nome "La Divina Entraña', edição que foi feita com contos curtos e poesia breves somente de escritoras mulheres zacatecanas. 15 mulheres foram selecionadas para integrar a edição da cartonera".

Com a exposição e lançamento da cartonera, as organizadoras Bianca e Yessica Padilla pretendem conhecer as artistas selecionadas, trocar ideias, fazer uma dinâmica de convivência com as autoras, planejar trabalhos para o futuro e incentivar trabalhos que estão para nascer. Para Yessica: 
"é disso que se trata a exposição, de estar em movimento, de vencer os medos de colocar suas obras em públicos, e a cartonera é a melhor forma de começar ou dar continuidade aos seus trabalhos". 
As autoras selecionadas foram: Rasalina López, Alejandra R. Montelongo, Sandra de la Torre, Marlen Salas García, Nadia C. González, Ana Silvia Aguilera, Angélica Ramos, Guadalupe Reyes, Cristina Pérez Luján, Itzel Núñez, Pilar Alba, Mayra Melanie, Aracely Flores, Mayola Cruz e Ana Cristina Rodriguez Hermosillo.

Yessica Padilla, Ana Alonso e Bianca Isadora Salinas são as mulheres poderosas da Mejorana Cartonera e da Cartonera La Cecília. Elas estão transformando o cenário cartonero, fazendo com que a arte de mais mulheres recebam a devida visibilidade.

Acompanhe o trabalho da Mejorana Cartonera no Facebook
Matéria: Daniele (Magnolia Cartonera)
Informações: Mejorana Cartonera, 9 Vidas Coffee ArtSistema Zacatecano de Radio y Televisión
Fotos: Mejorana Cartonera

domingo, 1 de julho de 2018

Escritoras Cartoneras


Com o objetivo de celebrar e divulgar o trabalho de mulheres, e encorajar ainda mais mulheres a escrever e publicar seus próprios livros, eu (Dani da Magnolia Cartonera) e a Olga Sotomayor Sanchéz da Olga Cartonera do Chile, juntamos nossas forças para montar essa lista de escritoras cartoneras. É nossa intenção jogar luz sobre os trabalhos que já estão sendo realizados por mulheres através dos livros cartoneros.
É também objetivo do blog Bibliotecas do Brasil, conhecer as autoras cartoneras que já tiveram seus trabalhos publicados, e encorajar a escrita, a arte e a publicação de mais mulheres no mundo cartonero. Queremos apoiar autoras e artistas mulheres que já tenham pelo menos um livro publicado em seu próprio nome. Queremos que mais mulheres se sintam confiantes em viabilizar sua escrita e que possam gerar renda com sua arte.

Muitas das mulheres dessa lista encontraram na publicação independente uma forma de viabilizar seus trabalhos. A publicação de livros cartoneros é uma alternativa para as mulheres de concretizar sua escrita e possibilitar a circulação de seus livros e ter suas vozes ouvidas. O livro cartonero é um meio perfeito para trazer a arte e a criação das mulheres para o mundo e fazer com que elas consigam encontrar leitoras e leitores. Com trabalhos bastante variados, os livros artesanais com capas de papelão carregam as múltiplas realidades de cada escritora e de cada artista. Para algumas mulheres, os livros além de ser um meio de expressão, são também uma forma de gerar renda através de sua escrita e arte, como um trabalho informal remunerado. Outras mulheres preferem se dedicar à escrita sem monetizar os livros. Algumas realizam oficinas em escolas e bibliotecas. Em sua grande maioria, elas vendem os livros pela Internet, através de lojas virtuais ou então de mão e mão em feiras literárias. Algumas têm apreço pelo trabalho coletivo, outras preferem o trabalho individual. As realidades particulares de cada uma das mulheres são múltiplas e cada uma segue seus próprios princípios.

Muitas das editoras cartoneras dessa lista foram criadas porque mulheres decidiram publicar seus próprios livros e os livros de outras mulheres. E continuam se dedicando à essas atividades. Na publicação independente, através das muitas editoras cartoneras criadas por mulheres, seja na intimidade de casa, ou em espaços transformados em oficinas, escritórios e ateliês, as mulheres têm usado os recursos que encontram ao seu alcance para tornar a escrita, a publicação e a circulação de seus livros em um ato possível.

— Importante declarar: essa lista não é definitiva. Há muitas escritoras cartoneras para localizar, entrar em contato e acrescentar o nome na lista. Se você é uma escritora cartonera, entre em contato, vamos adorar ter o seu trabalho incluído.

— Esse é um trabalho em andamento: é o nosso desejo atualizar a lista com mais nomes de escritoras cartoneras dos mais variados países com pelo menos um livro lançado de autoria própria. Se você deseja ter o seu nome nessa lista, envie um email para contato@magnoliacartonera.com | ou para a olgacartonera@gmail.com com uma foto, seu país, os nomes dos livros que já tem publicado em seu nome e o nome da editora cartonera que publicou.

Queremos localizar escritoras negras que estejam publicando cartoneras.

— Você é escritora cartonera com pelo menos um livro lançado em seu nome? Entre em contato conosco: contato@magnoliacartonera.com

Essa lista é inédita, para conhecimento e divulgação. Essas são algumas das mulheres talentosas, que têm se dedicado à publicação cartonera:

Elizabeth Cárdenas (Chile) 

É fundadora da Joyita Cartonera. Já publicou com a Calafate Cartonera, que encontra-se fora de atividade. E agora publica com sua própria editora cartonera, a @LaJoyitaEditora. Já publicou com a editora espanhola Cartonera Island. A Joyita Cartonera faz publicações em escala humana. Trabalha com encadernação, livros-arte, ilustração e crítica literária. Obras lançadas:

— 'En la boca del lobo' pela Calafate Cartonera em 2013
— 'En la boca del lobo' pela La Joyita Cartonera em 2014
— 'Alicia en Llamas' pela La Joyita Cartonera em 2015
— 'Alicia en Llamas' pela Cartonera Island 2017

Elizabeth

Olga Sotomayor Sánchez (Chile)

Olga Sotomayor Sánchez é criadora de uma das 26 editoras cartoneras do Chile. "Com papelão reciclado, faço livros únicos, originais e irrepetíveis feitos à mão. Formei a Olga Cartonera para me publicar. 'Sussurros que gritam' é de minha responsabilidade, primeiro título do catálogo da Olga Cartonera, depois fui publicada pela Opalina Cartonera, e no ano passado pela La Verónica Cartonera". A La Verônica Cartonera é a primeira editora cartonera da Catalunha. Obras de autoria da Olga:

— 'Susurros que gritan'  - lançado pela Olga Cartonera em 2013
— 'Hablando conmigo'  - lançado pela Opalina Cartonera 2014
— '100 DIAS'  - lançado pela La Verónica Cartonera 2017

Olga


Olga também publica várias escritoras através da editora Olga Cartonera

Paz Crovetto com o livro de poesia 'Poemas errantes' de 2014.

Paz


Patricia Fénix com o livro de poesia 'Desde las cenizas' de 2014.

Patricia

Fernanda Pastén com o livro infantil ilustrado 'El increíble oficio de mi papá' de 2015

Fernanda

Ruth Pérez Aguirre com o livro de contos infantis 'Cuentos' de 2016. O perfil com foto da Ruth está publicado mais abaixo nesse post.

Mariela Fernández-Loyal com o livro de contos infantis 'Jikisxaña' de 2016.

Mariela


Loreto Novoa com o livro de tuiteratura 'Fotos con los ojos' de 2017.

Loreto

Daniele Carneiro (Brasil)

"Conheci as cartoneras em Porto Alegre em 2014, no Encontro de Saraus realizado na FestiPoa Literária, durante o lançamento dos livros-arte do Jornal Boca de Rua, com poesias escritas por pessoas em situação de vulnerabilidade social. As capas eram artes abstratas e colagens, ilustradas por artistas plásticos apoiadores do projeto. Fui impactada por aquele carinho e receptividade que encontrei em Porto Alegre e foi amor à primeira vista pelas cartoneras. Três meses depois, junto com o Juliano Rocha, lançamos a Cartonera Bibliotecas do Brasil e no mesmo ano, criamos a Magnolia Cartonera, com o objetivo de nos dedicar à autopublicação dos livros que temos em mente. Temos 5 livros lançados, sendo 3 deles sobre bibliotecas inovadoras, bibliotecas comunitárias, bibliotecas livres, projetos de incentivo à leitura, ações de partilha de livros, assuntos que já eram nossa especialidade no blog Bibliotecas do Brasil. É de minha responsabilidade desenvolver e organizar os projetos dos livros que serão lançados. Eu escrevo e o Juliano faz toda a identidade visual. Em 2016 pude transformar a Magnolia Cartonera em meu trabalho de tempo integral. Os livros da Magnolia Cartonera estão presentes nos acervos da British Library em Londres, na Universidade de Berkeley na Califórnia, na biblioteca da Universidade Chapel Hill na Carolina do Norte e na biblioteca da Universidade de Wisconsin–Madison. Em julho de 2018 os livros e zines da Magnolia Cartonera estarão presentes no  SALALM - Seminar on the Acquisition of Latin American Library Materials - Seminário sobre a Aquisição de Materiais Latino-Americanos para Bibliotecas na Cidade do México". 

Obras de autoria de Daniele: 

Ideias para Bibliotecas Livres - Um Manual Prático de Autogestão Independente (2015)
Cartonera Bibliotecas do Brasil (2014)  - em coautoria com Juliano Rocha

Daniele


Patrícia Vasconcellos (Brasil)

"Já tenho uns vinte livros publicados. A Caleidoscópio é uma editora que publica de forma artesanal (eu confecciono os livros), cartonera (com capas de papelão) e, também, na forma tradicional. A Maracajá é o selo cartonera da Caleidoscópio. Escrevo muito para crianças. Meu cartonera para elas é 'Benedicto, o amigo invisível', é uma história onde um menino tem um amigo que só ele vê. A capa é de papelão reciclado e a xilogravura de J.Borges. Tenho outro cartonera que relata minha viagem à Sibéria e a capa foi pintada à mão (Meu encontro com o xamansmo siberiano). Os livros 'Trocando de Lugar', 'Jardim Encantado' e 'O Rei Poderoso' ainda estão na versão da impressão tradicional. Quando acabar o estoque serão impressos como os outros, em impressora jato de tinta ou a laser.  'Eu, borboletas' tem capa de papelão e é carimbado na frente e atrás. O 'Meu encontro com o xamanismo siberiano' também tem capa de papelão reciclado, pintada à mão. Os outros são de papel de maior gramatura e todos impressos na própria editora. O livro 'Mala quadrada, cabeça quadrada' é nosso primeiro livro-ilustrado e está sendo impresso em gráfica, por conta da especificidade do projeto gráfico. Também tem o livro 'Doida? Feliz!' (com capa em papel vegetal). O livro 'Ela, normal, eu borboletras' com capa carimbada, e estes dois são para adultos".

Patricia

Claudia Rodríguez (Chile)

Tem trabalhos autopublicados e também faz parte do catálogo da Juanita Cartonera do Chile com 'Enferma del alma'. Também tem o 'Manifiesto Horrorista y Otros Escritos' em co-edição da Juanita Cartonera e Isidora Cartonera
Claudia

Elizabeth Neira - Chile

Tem os seguintes livros lançados:

— 'Abyecta' pela Kiltra Cartonera em 2012
— 'Abyecta' pela Camareta Cartonera (da cidade de Guayaquil no Ecuador) em 2014

Elizabeth

María Paz Ruiz Gil (Colombia)

María Paz Ruiz Gil é colombiana, e atualmente reside em Madrid na Espanha. Ela têm publicado seus livros com as Meninas Cartoneras e La Gata Viuda Cartonera. Obras publicadas:

— 'Redes sexuales' pela Meninas Cartoneras em 2016
— 'Micronopia' pela Meninas Cartoneras em 2011

María

Macarena Yupanqui (Chile)

Macarena Yupanqui publicou com Isidora Cartonera e então fundou, junto com John Bacanalés, a Opalina Cartonera onde também há títulos dela. Obras lançadas:

— 'Yupnaqui' pela Isidora Cartonera em 2013
— 'Síncope' pela Isidora Cartonera 2014
— 'Fiesta autista' pela Isidora Cartonera 2014

Macarena

Ruth Pérez Aguirre (México) 

Tem publicado seus textos em sua própria editora cartonera, a Hturquesa Ediciones. Algumas obras publicadas: 

— 'Mujeres que no callan'
— 'La Casa Ofendida' (contos infantis) 
— 'El Mercado de Los Apellidos'.

Ruth

Carmen Berenguer (Chile)

Carmen Berenguer autopublicou o livro 'Bobby Sands desfallece en el muro' impresso de maneira artesanal em 1983 durante a ditadura e depois, com a Animita Cartonera (em 2009), e agora com La Joyita Cartonera (2015).

Carmen

Tania Toledo (Chile)

É fundadoda da La Grullita Cartonera. Ela nasceu na Argentina e agora vive no Chile. Obras lançadas:

— 'Leyenda del mate' - La Grullita Cartonera em 2017


Tania

Liz Gallegos (Chile)

A poeta e encadernadora Elizabeth Gallegos publicou 'Dolores' com a La Grullita Cartonera e logo lançou sua própria editora cartonera, a Liz Ediciones @Ediciones_Liz
Elizabeth Gallegos y Victoria De Los Ángeles Ramírez Llera (Chile) publicaram de forma independente o livro 'Juntas y Revueltas' em formato convencional. Depois elas publicaram esse mesmo livro em versão cartonera com a La Joyita Cartonera.

Liz

Yasmín Fauaz Núñez (Chile)

Yasmín Fauaz Núñez é de Santiago do Chile, fundadora da @LokitaCartonera. Loquita Cartonera é um projeto de micro-publicação focado em livros-arte e na reciclagem. Obras lançadas:

— 'La danza de los cuerpos'
— 'Ay de los espejos'
— 'Juego de palomas...quise escribir poesía, salió gore' (2017)

Yasmín - Foto: Calafate Cartonera

Victoria Lozano (Chile)

Victoria Lozano se autopublicou no Chile com o Taller Colectivo AnarTistas (coletivo) e também foi parte da Nómada Cartonera no México. Obras lançadas:

— 'Fauna urbana'. Taller Colectivo Anartistas (2015)
— 'Peces intactos' Taller Colectivo Anartistas (2015)

Victoria

Alicia Cuerva (França)

Alicia Cuerva criou a Cosette Cartonera e publicou o livro "Recetas que vuelan", um livro de receitas de culinária vegana latino-americana em 2017.

Alicia

Idalia Morejón Arnaiz (Brasil)

Idalia Morejón Arnaiz, diretora da Malha Fina Cartonera, tem o livro 'Caderno de Vias Paralelas' publicado pela Mariposa Cartonera de Recife/PE. Segundo a Mariana Costa Mendes, integrante da Malha Fina Cartonera: 'No próximo semestre a Malha Fina Cartonera vai lançar 3 livros de autoras mulheres: um da Paloma Vidal, outro da Mayra Guanaes (uma das autoras selecionadas na II Convatória) e outro da Reina María Rodríguez'.

Idalia


Atualização em 05 de julho de 2018.

Lourdes Saavedra Berbetty (Bolívia)

Lourdes Saavedra Berbetty faz parte da Yerba Mala Cartonera e pela editora lançou o livro de poesia 'Memorias de un walkman' em 2008.



Gabriela Bejerman (Argentina)

Gabriela Bejerman é escritora e cantora de Buenos Aires. Lançou os livros de poesias 'Pendejo' e 'Ubre' pela Eloísa Cartonera



Atualização em 16 de julho de 2018

Michele Batista (Brasil)

Michele Batista é escritora e artesã e tem suas raízes nos quilombolas de Lagoa dos Gatos, agreste de Pernambuco. É mãe de dois filhos e adora a vida livre em contato com a natureza cercada de gatos e borboletas. Todos os seus trabalhos foram publicados pela Caleidoscópio Editora através de seu selo, a Maracajá Cartonera. Em 2015 Michele publicou a poesia 'Você', no livro Lagoa Encantada de Patrícia Vasconcellos (autora que está nessa lista de escritoras cartoneras). Também em 2015 publicou o livro 'A Mula Mágica sem Cabeça', com capa de papelão confeccionada artesanalmente pela própria escritora. Em 2017 publicou o livro 'Borboletas Azuis', impresso artesanalmente em papel polén o miolo do livro e a capa de papelão reciclado. 

Michele

Danielle Barros (Brasil)

"Sou professora da Universidade do Estado da Bahia (UNEB), e atuo como arte educadora com quadrinhos e fanzines no ensino de biociências e saúde (sendo este o tema da minha tese de doutorado na Fiocruz/RJ defendida em 2017), desenvolvendo oficinas criativas por todo Brasil. Recentemente conheci o universo das publicações cartoneras e me encantei, não apenas com a beleza das publicações, mas pela ideia da reutilização do papelão em obras de arte, poesia e literatura! Eu que sou bióloga, artista e engajada nas questões sobre divulgação científica, preservação ambiental e consumo consciente, acredito que a iniciativa das editoras cartoneras são importantíssimas e devem ser amplamente disseminadas, apropriadas na vida, na rua, em todos os lugares, inclusive no âmbito escolar e acadêmico. Pretendo continuar publicando de forma independente e além das oficinas de quadrinhos, almanaques e fanzines que já desenvolvo, vou realizar oficinas criativas de publicações cartoneras para estimular novos/as artistas e autores/as no universo cartonero! Este ano estou desenvolvendo a identidade visual e nome da minha editora independente, que em breve será registrado".

Danielle Barros já publicou inúmeros zines, e atualmente se dedica à essa atividade. Em formato cartonero, publicado de forma independente e de autoria própria, em 2016 ela lançou 'Lua Menina' em formato A5, com 36 páginas e miolo preto e branco. A publicação de tiragem limitada, tem exemplares exclusivos numerados, com capas feitas à mão a partir da reutilização de papelão, inspirada nas obras da literatura cartonera e no movimento do "faça você mesma", do mundo dos fanzines. São páginas com HQforismos poético-filosóficos com a personagem indígena Sibilante. 'O nome do zine traz a simbologia da Lua enquanto totem, em suas páginas revelo através da arte e simbologias alguns aspectos da minha sombra e luz no processo de autoconhecimento'. A cartonera foi lançada durante o III Fórum Nacional de Pesquisadores em Arte Sequencial, o III FNPAS na Universidade Federal de Goiás (UFG), em Goiânia, no dia 22 de outubro de 2016.

Danielle Barros

****

Agradeço imensamente à Olga Sotomayor pela riquíssima colaboração para a realização dessa lista e indicação dos nomes e obras das escritoras. Vamos seguir em frente, e que muitas mulheres se sintam inspiradas a escrever, publicar e confeccionar suas cartoneras. 

Os créditos das fotos são de divulgação das próprias autoras, coletadas por Olga Sotomayor (Olga Cartonera/Chile) e Daniele (Magnolia Cartonera/Brasil)
Informações: Olga Sotomayor (Olga Cartonera) - Email: olgacartonera@gmail.com
Informações adicionais: Daniele (Magnolia Cartonera) - Email: contato@bibliotecasdobrasil.com
Arte: Juliano Rocha (Magnolia Cartonera) sobre foto de darkday

segunda-feira, 11 de junho de 2018

Magnolia Cartonera participará de Seminário Internacional de Biblioteconomia no México


É com uma enorme alegria que partilhamos essa incrível notícia, sobre mais uma conquista do nosso trabalho independente com a Magnolia Cartonera. Pela primeira vez, todas as publicações da Magnolia Cartonera, os cinco livros cartoneros e oito zines lançados entre 2014 e 2018 estarão presentes no evento SALALM - Seminário sobre a Aquisição de Materiais Latino-Americanos para Bibliotecas, que vai acontecer nos dias 1 a 4 de julho de 2018 na Cidade do México. O seminário é um Fórum Internacional que destina-se a disponibilizar bibliografias ou outros trabalhos bibliográficos relevantes sobre tópicos de interesse atual, relacionados à América Latina ou tópicos que estão sendo estudados nos cursos de estudos da área da biblioteconomia na América Latina. O SALALM é uma comunidade internacional de estudiosos, bibliotecários e aqueles que servem o povo latino-americano.

A SALALM LXIII será sediada na Biblioteca Daniel Cosío Villegas, no El Colegio de México. A conferência abordará o impacto das bibliotecas e dos arquivos em locais físicos e virtuais e citações ou fontes bibliográficas e metafóricas. Além do evento anual, a SALALM também é uma organização internacional de bibliotecárias e bibliotecários, arquivistas,  profissionais da informação e livreiros, que estão encarregados de ajudar bibliotecas públicas e bibliotecas universitárias norte-americanas, da Europa e da América Latina, interessadas ​​em desenvolver suas coleções de ferramentas de ensino e pesquisa com informações sobre a América Latina.
A bibliotecária e pesquisadora especializada em livros cartoneros, Paloma Celis-Carbajal, que trabalha na biblioteca da Universidade de Wisconsin–Madison (Wisconsin–Madison University) nos Estados Unidos, falou sobre o público que estará presente no Seminário:
"SALALM tem bibliotecas dos Estados Unidos e Canadá, da Europa, principalmente Espanha, Reino Unido e Alemanha, e alguns países da América Latina, como Cuba, Brasil, México, Chile, Argentina, Colômbia, Peru, etc. Mas a maioria somos dos Estados Unidos".


O tema do seminário de 2018 será:  Sites/Citações, Textos e Vozes na Biblioteconomia Crítica: Descolonizando as Bibliotecas e Arquivos —e reunirá bibliotecárias e bibliotecários, arquivistas, livreiros, curadores, acadêmicos e artistas para pensar criticamente sobre como os processos de seleção, mercantilização, organização e descrição – as ferramentas da profissão de bibliotecárias e bibliotecários – estruturam a pesquisa e o ensino sobre a América Latina, a Península Ibérica e o Caribe. Considerando a diversidade dos locais/citações, sejam elas físicas ou virtuais, a SALALM LXIII será um laboratório de criatividade, diálogo e reflexão.
O primeiro Seminário sobre a Aquisição de Materiais para Bibliotecas Latino-Americanas foi realizado em 1956 em Chinsegutt Hill, na Flórida, com o objetivo de discutir “a seleção, aquisição e processamento de materiais bibliotecários das nações latino-americanas e territórios dependentes do Caribe”.
Em 1968, a SALALM foi incorporada como um fórum internacional focado no desenvolvimento de coleções e serviços nas coleções de bibliotecas da América Latina. (Informação do site da University of Texas Library).



Magnolia Cartonera 

A Magnolia Cartonera é uma editora brasileira, artesanal independente e caseira, criada pelo casal Daniele e Juliano, baseada na cidade de Curitiba no Paraná e está ativa desde 2014. Antes da criação da Magnolia Cartonera, já estávamos envolvidos com incentivo à leitura e bibliotecas comunitárias desde 2011, com a Biblioteca Comunitária Sítio Vanessa e a criação do blog Bibliotecas do Brasil em 2012. Em 2014 montamos a primeira biblioteca livre localizada em um parque público de Curitiba, a Minibiblioteca do Sossego, e temos nos envolvido com diversos projetos de incentivo à leitura e circulação de livros.

Coleção de livros e zines da Magnolia Cartonera que estarão presentes no Fórum Internacional SALALM na Cidade do México entre os dias 1 e 4 de julho de 2018

A Magnolia Cartonera já colocou para circular de forma independente 5 livros cartoneros e 8 zines. O foco principal de suas publicações são as bibliotecas, projetos de incentivo à leitura e ações de partilha de livros realizadas de forma independente e solidária, tanto por bibliotecárias e profissionais da área da biblioteconomia, como por pessoas comuns, sem formação universitária, mas que realizam projetos de incentivo à leitura comunitários e sem burocracia, com o objetivo de facilitar o acesso aos livros e promover à leitura em suas comunidades.

Livros



Os conteúdos dos livros da Magnolia Cartonera são voltados para pessoas que se identificam como leitoras que gostam de incentivar à leitura, buscam novas ideias e criativaidade para organizar seus projetos de incentivo à leitura, para pessoas envolvidas com bibliotecas livres, bibliotecas comunitárias e também estudantes de biblioteconomia, bibliotecárias, bibliotecários e pessoas que trabalham com educação.
Três dos cinco livros lançados pela Magnolia Cartonera abordam assuntos relativos às bibliotecas, ao incentivo à leitura e à partilha de livros. Além deles, também lançamos uma coletânea de textos sobre experiências de leitura, cinema, bibliotecas e assuntos culturais variados, e um livro híbrido de história em quadrinhos e um conto ilustrado com colagens digitais. Todos os livros e zines da Magnolia Cartonera são escritos, ilustrados, publicados e confeccionados por Daniele e Juliano. Conheça nossos trabalhos:



Ideias para Bibliotecas Livres: A partilha de livros através de bibliotecas livres, de ações, iniciativas e projetos de incentivo à leitura têm se popularizado no mundo todo, e no Brasil não é diferente. As bibliotecas livres têm ganhado força em todo o território nacional, através das mãos e das iniciativas de pessoas que têm o prazer de partilhar livros, democratizar a cultura, e torná-los acessíveis a quem de outra forma, não teria como entrar em contato com eles. Com a ajuda de materiais recicláveis e reutilizáveis, e o engajamento das comunidades leitoras, manter uma biblioteca livre comunitária é um projeto bastante apaixonante, divertido e de estímulo à leitura e à circulação de livros. E no livro 'Ideias para Bibliotecas Livres' você encontrará exemplos de histórias, dicas, sugestões, ideias e ferramentas para tirar o seu projeto de biblioteca livre do papel, e começá-lo agora mesmo.



Guia Prático para Bibliotecas Comunitárias: Livro com diversas dicas para atender as necessidades de organização e desenvolvimento da sua biblioteca comunitária ou espaço de leitura. Ideias estimulantes para te auxiliar a montar uma biblioteca ou renovar o seu espaço de leitura. O 'Guia Prático para Bibliotecas Comunitárias' ajuda a compreender cada uma das etapas de montagem, a planejar ações de incentivo à leitura e partilha de livros com dicas especiais passo-a-passo. O livro também aborda vários outros temas relevantes relacionados ao dia a dia de uma biblioteca, como cuidados e medidas de segurança com o seu espaço de leitura, reciclagem, e programações especiais voltadas para mulheres, além de ter uma capítulo com uma reflexão sobre acessibilidade. A leitura é agradável, leve e dinâmica. As dicas são abrangentes: podem ser utilizadas em outros tipos de bibliotecas, e também no ambiente escolar. É um livro inspirador que vai além de um simples manual. O livro é baseado em nossas próprias experiências na prática em montagem de bibliotecas livres e bibliotecas comunitárias.



Bibliotecas Mudam o Mundo: Bibliotecas Mudam o Mundo é o livro sobre o futuro das bibliotecas conscientes a partir de exemplos inovadores e humanos. Trouxemos para suas páginas, bibliotecas e iniciativas que entendem seu papel como locais democráticos para promover a inclusão e através de seus exemplos, instigam outras bibliotecas a atuar da mesma forma. Nas páginas do livro apresentamos exemplos inovadores e também ações e serviços simples de bibliotecas que são capazes de causar um impacto social positivo em suas comunidades. Fizemos uma combinação harmoniosa de bibliotecas e iniciativas que contém características importantíssimas para o futuro e que são capazes de gerar impacto relevantes para o bem-estar das pessoas.



Cartonera Bibliotecas do Brasil: A Cartonera Bibliotecas do Brasil é o primeiro livro publicado pelo blog Bibliotecas do Brasil em formato cartonero. Dentro da Cartonera Bibliotecas do Brasil você encontrará 80 páginas com textos sobre: Truman Capote - Nelson Mandela - Livros Livres - Meia Noite em Paris - Jean Michel Basquiat - Albert Camus - Estamira - Doação de Livros - Bibliotecas Livres - Direitos dos Animais - Drauzio Varella - Luis Buñuel - Biblioteca Escolar - Futuro - Henry David Thoreau - Pessoas em situação de rua - Direitos Humanos - Bill Clinton - Solidariedade - Jazz - Arte - Diários - Literatura - Cinema e 2 Textos Literários Inéditos de Daniele e Juliano.



Eles chegaram! / No Terminal de Juliano Rocha: A primeira parte do livro é o conto de ficção pós-apocalíptico 'Eles chegaram!' que mostra um dia na vida de um homem de origem desconhecida e seu o diálogo metafísico com criaturas brutas, incompreensíveis e pavorosas, e a partir dessa conversa serão definidos os novos rumos da humanidade. O conto tem 12 ilustrações de página inteira feitas pelo Juliano. A 2ª parte do livro é dedicada à história em quadrinhos ‘No Terminal’ inteiramente criada e ilustrada pelo Juliano. A história apresenta recortes momentâneos das vidas de pessoas que precisam se locomover pela cidade através do transporte público diariamente, e reflexões sobre como as pessoas vivem nos centros urbanos. Cenas de solidão e velhice, indigência e indiferença, violência e solidariedade são testemunhas dentro dos ônibus da cidade e a cada parada nos pontos. Juliano também faz a pintura de todas as capas dos livros cartoneros publicados pela Magnolia Cartonera.


Zines: Magnolia Zine e Zine Bibliotecas do Brasil



A Magnolia Zine é uma publicação cultural para quem quer compartilhar e incentivar a leitura ou simplesmente se divertir com esse tema. Ela é dinâmica, de leitura leve, com ideias estimulantes e de fácil realização, que podem ser colocadas em prática imediatamente, sem a necessidade de gastos ou excesso de recursos. É dedicada à ideias de atividades de incentivo à leitura em bibliotecas, salas de aula, espaços de leitura, grupos de estudos e outros tipos de reuniões entre pessoas. Nós desenvolvemos atividades que podem ser adaptadas para todas as idades, e escolhemos sugestões relacionadas à cada época do ano para você aplicar no seu espaço de leitura e também em sua vida. São 7 edições bimestrais publicadas entre 2017 e 2018. Todas as edições acompanham um poster literário com atividades coletivas, individuais ou uma arte para enfeitar a sua biblioteca ou espaço de leitura. Todas as edições são costuradas à mão e acompanham um marcador de páginas artesanal. 

Zine Bibliotecas do Brasil — Atividades para a Comunidade Externa é uma edição especial dedicada inteiramente a um único tema. A publicação foi desenvolvida para as pessoas que precisam de ideias e muita inspiração para dar continuidade ao seu trabalho em bibliotecas, espaços de leitura e projetos de incentivo. Nessa edição vamos falar sobre a importância da comunidade externa (pessoas não vinculadas através de carteirinha ou fichas nas bibliotecas), sobre o acolhimento em espaços de leitura e instituições de ensino, sobre os atendimentos e serviços para pessoas que estão somente de passagem e não têm nenhum vínculo com o espaço de leitura, ações imediatas para incluir a comunidade externa, tratamento igualitário, benefícios de incluir a comunidade externa nas rotinas do seu espaço de leitura, atividades, serviços e programações para a comunidade externa, e muitos assuntos extremamente interessantes para impulsionar o relacionamento do seu espaço de leitura com a comunidade externa.

Fazemos o nosso agradecimento especial à editora Angela Maria de São Paulo, que nos fez esse convite tão especial, de levar nossos livros para a Cidade do México, para que eles possam integrar o SALALM - Seminar on the Acquisition of Latin American Library Materials. Por aqui desejamos que o seminário repleto de abundância para todas as pessoas que participarem, e que possam entrar em contato com muitos livros interessantes aqui da América Latina. Nos sentimos muito felizes e encantados em saber que a Magnolia Cartonera estará representada pela primeira vez em um seminário internacional tão importante voltado para bibliotecas mundiais tão relevantes. Agradecemos muito e com imenso carinho, e continuaremos seguindo em frente com o nosso trabalho na publicação de livros independentes.

Evento: SALALM - Seminar on the Acquisition of Latin American Library Materials - Seminário sobre a Aquisição de Materiais Latino-Americanos para Bibliotecas
Data: 01, 02, 03 e 04 de Julho de 2018
Local: Biblioteca Daniel Cosío Villegas, El Colegio de México, Cidade do México
Os livros da Magnolia Cartonera estarão disponíveis com a Angela Maria da Editora Atlantis

Daniele - Bibliotecas do Brasil | Magnolia Cartonera
Email: contato@bibliotecasdobrasil.com
Fotos: Daniele e Juliano
Arte: SALALM 2018

LIVROS CARTONEROS

O que são


O começo

O movimento cartonero nasceu na Argentina em meio à uma crise econômica no começo dos anos 2000. Com a falta de dinheiro para a produção e impressão, vários artistas independentes começaram a produzir livros por conta própria, de forma artesanal, impressos em pequenas gráficas, reutilizando papelão para a confecção das capas, que geralmente são pintadas uma a uma e costuradas, possibilitando dessa forma livros com capas únicas.

Cartoneras

A palavra cartonera veio da palavra 'cartón' que é o papelão em espanhol. Cartoneras e cartoneros são as pessoas que trabalham recolhendo materiais recicláveis e principalmente papelão nas ruas de Buenos Aires. Há muitas editoras cartoneras que trabalham na edição de livros escritos por catadora(e)s de recicláveis ou compram papelão que é coletado por essa(e)s trabalhadora(e)s.

Liberdade

Os livros cartoneros valorizam a autonomia e a liberdade de artistas que atuam conforme a sua realidade, a sua escrita, a sua ideologia e o local onde vivem, geralmente fora das já consolidadas e demarcadas cenas literárias. Eles são também uma ferramente poderosa para ampliar o trabalho de autoras e autores que estejam interessados em publicar seus escritos imediatamente. As editoras cartoneras são uma via para quem deseja trilhar um caminho alternativo, sem a necessidade de buscar as editoras tradicionais.

Independência

Fazer um livro cartonero além de ser uma atitude de independência é também um ato de resistência, onde os artistas têm a oportunidade de seguir adiante de uma forma alternativa, mesmo quando enfrentam situações difíceis - como o exemplo da crise econômica argentina.

Voz

Como a internet dá voz para todas as vozes, os livros cartoneros dão voz à todas as pessoas, sejam elas escritoras, poetas e artistas, que fazem dessas publicações um meio para queseus trabalhos sejam conhecidos. Hoje em dia existem editoras cartoneras em vários cantos do mundo, e de maneira criativa utilizam as mídias digitais e gráficas para realizarem seus trabalhos.

Acessível

Livros cartoneros proporcionam liberdade para escolher qualquer tema ou linguagem que possa ser impressa pintada e colada entre as capas de papelão. O mundo cartonero possui um perfil igualitário, você é livre para expressar sua criatividade no meio impresso. Qualquer pessoa pode publicar de forma barata e com poucos recursos tecnológicos e dessa forma ter suas criações apreciadas.

Contato

Fale com a gente


Localização

Portão - Curitiba/PR - Brasil

Email

contato@magnoliacartonera.com